You are here
Home > Notícias

Guarda Municipal apreende 20 adolescentes por não pagarem tarifa de ônibus, em Curitiba

A Guarda Municipal de Curitiba fez uma operação especial nesta terça-feira (29/8) para coibir a prática das invasões de ônibus, os chamados fura-catracas, em estações-tubo. Denominada Operação Arapuca, a ação apreendeu 20 adolescentes que “furaram” a estação-tubo Morretes, em frente ao Colégio Estadual Pedro Macedo, no bairro Portão.

Os adolescentes foram retirados de dois biarticulados, ambos da linha Santa Cândida/Capão Raso, por volta das 12h desta terça-feira. De acordo com o secretário de Defesa Social e Trânsito, Guilherme Rangel, este tipo de ação da Guarda Municipal se tornará frequente e toda semana se repetirá.

“Já sabemos as regiões onde mais se repetem essas situações, que são comuns perto de colégios e nos horários de saída dos estudantes. Vamos fazer esta operação em toda a cidade”, afirmou Rangel.

Todos os adolescentes apreendidos nesta terça-feira foram encaminhados para a Delegacia do Adolescente. Lá foi feito um termo circunstanciado e os pais dos estudantes precisaram ir até a delegacia para assinar o documento e liberar os jovens.

A ação foi feita e planejada em conjunto com os fiscais da Urbs, que deram suporte aos guardas municipais e indicaram os estudantes que entraram nos ônibus sem pagar a tarifa. “Esta é uma situação que acaba prejudicando toda a população que usa o transporte coletivo de Curitiba, pois encarece o preço da tarifa”, ressaltou Rangel.

De acordo com pesquisas das empresas de transportes, invasões de ônibus de pessoas que não pagam a tarifa geram um prejuízo de cerca de R$ 400 mil por mês – mais de R$ 4 milhões por ano – ao sistema de transporte público de Curitiba.

O preço da tarifa de ônibus é definido pela Urbs com base no número dos passageiros pagantes de ônibus. Os fura-catracas não entram na conta e acabam encarecendo o valor que todos os passageiros regulares pagam.

Passe-escolar

Em Curitiba, cerca de 16 mil estudantes têm direito ao passe-escolar, ou seja, pagam 50% do valor da tarifa (R$ 2,12).

 

 

29/08/2017- Curitiba- Operação da Guarda Municipal prende menores que furaram a catraca do transporte coletivo.
Foto: Prefeitura Municipal de Curitiba

Doação

29/08/2017- Curitiba- Operação da Guarda Municipal prende menores que furaram a catraca do transporte coletivo.
Foto: Prefeitura Municipal de Curitiba

Doação

29/08/2017- Curitiba- Operação da Guarda Municipal prende menores que furaram a catraca do transporte coletivo.
Foto: Prefeitura Municipal de Curitiba

Doação

29/08/2017- Curitiba- Operação da Guarda Municipal prende menores que furaram a catraca do transporte coletivo.
Foto: Prefeitura Municipal de Curitiba

Doação

29/08/2017- Curitiba- Operação da Guarda Municipal prende menores que furaram a catraca do transporte coletivo.
Foto: Prefeitura Municipal de Curitiba

Doação

29/08/2017- Curitiba- Operação da Guarda Municipal prende menores que furaram a catraca do transporte coletivo.
Foto: Prefeitura Municipal de Curitiba

Doação

29/08/2017- Curitiba- Operação da Guarda Municipal prende menores que furaram a catraca do transporte coletivo.
Foto: Prefeitura Municipal de Curitiba

Doação

29/08/2017- Curitiba- Operação da Guarda Municipal prende menores que furaram a catraca do transporte coletivo.
Foto: Prefeitura Municipal de Curitiba

Doação

29/08/2017- Curitiba- Operação da Guarda Municipal prende menores que furaram a catraca do transporte coletivo.
Foto: Prefeitura Municipal de Curitiba

Doação

29/08/2017- Curitiba- Operação da Guarda Municipal prende menores que furaram a catraca do transporte coletivo.
Foto: Prefeitura Municipal de Curitiba

Doação

29/08/2017- Curitiba- Operação da Guarda Municipal prende menores que furaram a catraca do transporte coletivo.
-Na imagem, o secretário municipal de Defesa Social Guilherme Rangel.
Foto: Daniel Castellano/SMCS

Deixe uma resposta

Top