You are here
Home > Turismo

Parque de Vila Velha, em Ponta Grossa-PR, tem novos dias para visitação

A partir da próxima segunda-feira (3) o Parque Estadual de Vila Velha, em Ponta Grossa, passará a receber visitantes apenas nos finais de semana (6ª, sábado e domingo) e feriados. A mudança dos dias de visitação visa atender necessidade recuperação ambiental em áreas próximas às trilhas e segurança dos visitantes.

De acordo com informações do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), responsável pela Unidade de Conservação, será feito trabalho de recuperação ambiental com a retirada de espécies exóticas invasoras, que prejudica o desenvolvimento das nativas, e de recuperação de áreas degradadas com o uso e com o tempo. “O trabalho de erradicação de exóticas acontece no parque há muitos anos, mas sempre longe dos locais por onde os visitantes passam, justamente por uma questão de segurança. Mas agora necessitamos fazer esse trabalho também nas trilhas, pois essas espécies não têm um predador natural e estão prejudicando o desenvolvimento de nativas”, explica o diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas do IAP, Guilherme Vasconcellos.

AGENDAMENTOS – Durante esse período, grupos com o agendamento feito por e-mail, com dez dias de antecedência, e guias cadastrados no Núcleo de Guias de Turismo de Ponta Grossa poderão continuar visitando o local independentemente dos dias para visitação. “Os guias serão orientados para conduzir os grupos pelas trilhas e garantir a segurança dos visitantes e a continuidade dos nossos trabalhos”, explica o diretor.

As trilhas também serão revisadas e requalificadas após algumas ações de vandalismo identificadas nos arenitos e ao longo do trajeto. “A maioria dos nossos visitantes entendem a importância desse local para o meio ambiente e para a geologia do nosso país, mas infelizmente uma pequena quantidade de pessoas não pensaram nisso e picharam os arenitos com seus nomes e dizeres. Vamos precisar fazer um trabalho cuidadoso para recuperação desses arenitos e das trilhas para garantir que as pessoas possam continuar conhecendo Vila Velha”, lamenta o presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto.

SEMANA SANTA – Durante os feriados da semana santa, Sexta-feira Santa, Sábado de Aleluia e Páscoa (14 a 16), o parque funcionará normalmente. “Vamos atender as pessoas que passarem pelo parque normalmente nesses dias. Sempre lembrando que o parque tem uma capacidade máxima de 800 pessoas por vez”, explicou Guilherme.

PARCERIA – Em paralelo ao trabalho de recuperação ambiental do parque, o IAP trabalha com a prefeitura de Ponta Grossa para firmar parceria para atendimento ao público no parque. As negociações foram retomadas após as trocas de funcionários na Fundação de Turismo da cidade e atualmente está na discussão sobre o repasse de recursos.

“A prefeitura quer nos ajudar a administrar o parque, mas precisa que os recursos dos ingressos sejam repassados ao município. Mas abrir mão de receita é um processo um pouco mais burocrático, pois precisa de autorização de diversas secretarias de estado e do próprio governador”, explica o presidente do IAP.

PMI – Em paralelo à parceria com a prefeitura, o Governo do Estado trabalha no Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) do projeto Parques Paraná. O prazo de cadastro para participação no procedimento se encerrou em 10 de março e seis empresas se inscreveram para receber autorização para a realização de estudos e projetos que contemplem novos modelos de gestão para unidades de conservação dos parques estaduais do Monge, na Lapa; de Vila Velha, em Ponta Grossa, e Guartelá, em Tibagi.

Um representante de cada empresa que tiver seu projeto aprovado será convocado para uma série de reuniões com o Grupo Técnico Setorial, que será composto por representantes da Secretaria do Meio Ambiente e do IAP. A criação do grupo tem como propósito acompanhar e orientar a realização desses estudos, para garantir que os trabalhos estejam de acordo com o interesse público. Os estudos serão coordenados e analisados, em conjunto com o GTS, pelos técnicos da Coordenadoria de Concessões e Parcerias da Casa Civil.

PARQUE – O Parque Estadual de Vila Velha tem como gestor o Instituto Ambiental do Paraná e foi criado em 1953 para preservar as formações de arenito e os campos nativos do Paraná. Tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Estadual, tem mais de três mil hectares e diversas atrações, entre elas os Arenitos, Furnas e a Lagoa Dourada.

Entre a fauna presente no parque, já foram encontradas muitas espécies endêmicas e ameaçada de extinção, como o lobo-guará, bugio-ruivo, tamanduá-bandeira, jaguatirica e aves como a águia-cinzenta, papagaio-de-peito-roxo, galito, caminheiro-grande e noivinha-de-rabo-preto.

SERVIÇO:

Parque Estadual de Vila Velha.

Localização: BR-376, km 515 – Jardim Vila Velha, Ponta Grossa – Paraná.

Horário de funcionamento: Sextas, sábados e domingos das 8h30 às 17h30, com entrada permitida até 15h30.

Ingresso:

Para Brasileiros: R$ 10 para Arenitos e R$ 8 para Lagoa Dourada e Furnas

Para estrangeiros: R$ 15 para Arenitos e R$ 10 para Lagoa Dourada e Furnas.

Meia entrada para estudantes brasileiros mediante apresentação de carteirinha, funcionário público, doadores de sangue e moradores de Ponta Grossa com apresentação de comprovante de residência. Menores de 6 anos e acima de 60 não pagam.

E-mail: pevilavelha@iap.pr.gov.br

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br

 

28/03/2017- Ponta Grossa- PR, Brasil- Parque Estadual Vilha Velham em 30/05/2015. Foto: Pedro Ribas / ANPr

28/03/2017- Ponta Grossa- PR, Brasil- Parque Estadual Vilha Velham em 30/05/2015. Foto: Pedro Ribas / ANPr

28/03/2017- Ponta Grossa- PR, Brasil- Parque Estadual Vilha Velham em 30/05/2015. Foto: Pedro Ribas / ANPr

28/03/2017- Ponta Grossa- PR, Brasil- Parque Estadual Vilha Velham em 30/05/2015. Foto: Pedro Ribas / ANPr

28/03/2017- Ponta Grossa- PR, Brasil- Parque Estadual Vilha Velham em 30/05/2015. Foto: Pedro Ribas / ANPr

Deixe uma resposta

Top