You are here

Chuva de meteoros de Eta Aquarídas ou Delta Aquarídeas do Sul (SDA) no final de semana

Chuva de meteoros e vários eventos astronômicos no céu, animam observadores nesse final do mês de Julho e início de Agosto. Os amantes de astronomia, agradecem. Entre os dias 28 e 29 de Julho, acontece o auge da magnífica Chuva de Meteoros Delta Aquarídeas. A chuva de meteoros ocorre desde o último dia 12 de Julho, indo até 23 de Agosto com o pico na madrugada de sábado, dia 30/07. Segundo as informações fornecidas pela IMO, a taxa máxima Zenital da constelação de Aquário será de 16 meteoros/hora, com o radiante na constelação de Aquário, sendo visível em todo o hemisfério Sul.

CHUVA DE METEOROS

O radiante é próximo da estrela Delta Aquarídeas, popularmente chamada de Skat, que brilha no céu com magnitude +3,2. A constelação de Aquário nasce a leste por volta das 21 horas e a Leste está visível no céu até antes dos primeiros raios do Sol. Os meteoros são muito rápidos, pois são originários dos detritos do famoso cometa Halley (1P/Halley) brilhando no céu à 66,9 km/s ou 240.000 km/h. O melhor horário para a observação da Delta Aquarídeas do Sul ou Eta Aquarídas é no meio da madrugada, quando a constelação de Aquário está bem alta no céu brasileiro.

EVENTOS ASTRONÔMICOS_07

O famoso cientista e escritor Carl Sagan, ao escrever um de seus maiores sucessos literários, Contato. Estrelado no cinema pela atriz Jodie Foster, coloca a estrela Vega no ponto de encontro de uma civilização infinitamente mais adiantada que a nossa. A estrela pode ser observada em todo o Brasil e até no extremo sul, ficando bem próxima da linha do horizonte. No sul do Brasil, a estrela Vega pode ser observada de Março à Novembro. Antigamente Vega era a estrela Polar Norte de 14.000 anos atrás, e será novamente daqui a 11.800 anos por causa do Movimento de Precessão da Terra. Um “bamboleio que a Terra” faz no espaço a cada 25.800 anos. Atualmente a Estrela Polar do Norte é a estrela Polaris (Alpha Ursae Minoris).

foto da internet

CHUVA ETA AQUARIUS

A estrela é considerada nova com pouco mais de 455 milhões de anos, desde a sua formação de 1/10 do tempo de nosso Sol. Brilha cinquenta vezes mais intensamente, três vezes maior do que o Sol. É a quinta estrela mais brilhante do céu noturno na magnitude 0. Ela está distante de nós por apenas 25 anos-luz, o que à torna uma das estrelas mais próximas de nosso astro rei.

A estrela de Altair está mais próxima ainda, somente 16 anos-luz. Altair tem quase o mesmo tamanho do Sol, brilha onze vezes mais. O mais interessante, é que Altair possui uma taxa extremamente rápida na rotação, dando uma volta em si mesma a cada 9 horas. Para efeitos de comparação, o equador do Sol requer um pouco mais de 25 dias para dar uma rotação completa, nos polos são 36 dias. Esta rotação super rápida obriga Altair a ter um formato oblato (parecido com uma bola de futebol americano); o seu diâmetro equatorial é superior a 20 por cento maior do que o seu diâmetro polar. Devido à rápida rotação de Altair, sua gravidade superficial e temperatura efetiva são menores do que no equador, fazendo com que, o equador seja menos luminoso nos pólos. Este fenômeno é conhecido como Efeito Von Zeipel.

Fonte de pesquisa: Clube de Astronomia do Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

Top