You are here

Depressão Subtropical entre o Sudeste e Sul do Brasil, TSM 32° graus

Diante das condições climáticas da região Sudeste, a situação se encontra bastante instável a partir de hoje com um sistema de baixa pressão com características subtropicais que está se formando entre SP, RJ, PR e SC até 23/02.

22-02-2016 S11235911_201602220630_02

Depressão subtropical com 1006 hPa, dia 24/02, talvez receba o nome de “Deni” que em tupi-guarani significa “tribo indígena”, a lista de nomes dos ciclones conforme a Marinha do Brasil é responsável pela bacia. Os nomes dados aos ciclones tropicais são retirados de uma lista sazonal, que varia conforme a bacia e são definidas com muitos anos de antecedência. Os últimos registros foram Furacão Catarina (2004), Anita (2010), Arani (2011), Depressões Subtropicais Bapo e Cari em Janeiro e Fevereiro de 2015.

22-02-2016 GFS_02

Os modelos indicam condições de baixas pressões violentas a partir de hoje, 22/02, e a cidade do Rio de Janeiro poderá ser atingida na região Sul. O sistema de cavado já se encontra em decadência.  Poderá provocar chuva muito forte de 100 à 300 mm/h acompanhadas de descargas elétricas, vendavais de até 100 km/h e risco para enchentes e inundações associadas a corredor de umidade ainda não definido cientificamente, mas conhecido como ZCAS – Zona de Convergência do Atlântico Sul para os próximos dias.

22-02-2016 GFS_192_AMS0_APC

O Centro-Oeste, Sudeste SP, MG, RJ (região Sul) e Sul do Brasil poderão ser influenciadas por este sistema devido a convergência de umidade em baixos níveis, favorecida pela presença da divergência em altitude e da termodinâmica local. A chances de ressaca entre RJ, SP, PR e SC.

22-02-2016 web_SE_prec24h_201602220000_+27

Temperatura de Superfície do Mar -TSM- INPE

22-02-2016 S11149721_201602222359

Seguem as predições…(baixas pressões violentas)

Hoje, 22/02 – reforço das nuvens, porém continua um calor abafado no RJ. Novas baixas pressões possíveis entre o fim da tarde e a madrugada;

23/02, amanhã – O sistema de cavado deve desaparecer, mas o tempo permanece entre parcialmente nublado e fechado. Ainda há alguma possibilidade (30%) de ocorrer tempestades no fim da tarde e noite-RJ, diferente do estado do PR e SP que teriam tempestades fortes e persistentes;

De 24 a 25/02 – O RJ teria tempo ensolarado com muitas nuvens. Uma baixa pressão (nos níveis baixos da atmosfera) deve se formar muito próximo ao litoral do PR e SC que vai manter um corredor de umidade (frente fria) entre SC e SP. Dessa forma apenas chuva muito pontual fraca está prevista para o RJ, mais prováveis (30%) nos trechos de serra;

26/02, quinta-feira (incerto) – a frente fria (arco) começa a subir lentamente a medida que a depressão se mantém próximo ao litoral do sul e os risco de baixas pressões violentas voltam a ser alto no RJ, principalmente a noite e na serra. Os modelos não preveem tanto risco para a Região Metropolitana como preveem para a serra.

27/02, sexta-feira em diante (incerto) – A depressão continua se movendo lentamente formando um corredor úmido sobre o PR e SP, mas mantém muitas nuvens sobre o RJ com risco de temporais a noite. Tal cenário deve se manter até domingo, após o corredor deve chegar ao RJ causando muita chuva e a temperatura deve diminuir a partir de 02/03, terça-feira.

Colaboração do professor Douglas V. O. Lessa, Paleontólogo do Clima.
Fonte de pesquisa: NOAA / National Hurricane Center (NHC- EUA), GFS, INMET, GEM, NAVGEM, ECMFW.

Deixe uma resposta

Top