You are here
Home > Esporte

Sada Cruzeiro vence o Sesi-SP e é o segundo finalista da Copa do Brasil de vôlei masculino

Campinas- SP, Brasil- A decisão do segundo finalista da Copa Banco do Brasil masculina de vôlei foi equilibrada e definida apenas nos últimos pontos do tie break. Sada Cruzeiro (MG) e Sesi-SP fizeram um jogo bem disputado e, no final, melhor para a equipe mineira, que venceu por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 25/18, 21/25, 26/28 e 15/12. O resultado classificou o Sada para a final da competição, onde enfrentará o Brasil Kirin (SP), que já havia garantido a vaga com a vitória sobre o Voleisul/Paquetá Esportes (RS).

Após a partida, o técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez, elogiou a qualidade da partida e o adversário, que valorizou o resultado. “Foi um jogo difícil. O time do Sesi-SP jogou muito bem, nós oscilamos, com momentos muito bons e outros abaixo. Todo o mérito desse jogo de alto nível é do Sesi-SP, que trabalhou muito bem no saque e complicou bastante a nossa virada de bola”, explicou Mendez.

Apesar da derrota, o treinador do Sesi-SP, Marcos Pacheco, fez questão de parabenizar o seu time pela postura na partida contra o Sada Cruzeiro. “Foi um jogo extremamente equilibrado. Nós perdemos os dois primeiros sets, mas crescemos na partida. Lutamos bastante e conseguimos nos adaptar durante o confronto. Isso foi muito positivo. Nos ajustamos diante de uma equipe muito forte que é o Sada Cruzeiro. Mudamos a tática de saque e fomos mais felizes conseguindo equilibrar a partida. O jogo ficou disputado ponto a ponto. Mesmo com a derrota fico contente pela dedicação e o empenho do meu time na partida de hoje”.

Murilo abriu o placar do jogo para o Sesi-SP. O Sada Cruzeiro deixou tudo equilibrado em 4/4. A equipe mineira passou a pontuar mais e, com Wallace, fez 8/4. Depois de longa disputa de bola, Éder bloqueou e o Sada chegou a 9/4. Bem no saque e no bloqueio, o Sesi-SP encostou (10/8). O ponteiro Leal se destacava no ataque e os cruzeirenses fizeram 14/11. Quando o placar estava 20/18 para a equipe mineira, o treinador Marcos Pacheco pediu tempo. A paralisação fez bem aos paulistas que empataram (20/20). Com um ace do oposto Wallace, o Sada Cruzeiro abriu dois pontos (23/21). O time mineiro segurou a vantagem e venceu o primeiro set por 25/22.

O Sada Cruzeiro começou melhor na segunda parcial e fez 3/1. Jogando com velocidade, o Sesi-SP empatou (7/7). Com um contra-ataque do ponteiro Leal, os mineiros abriram dois (10/8). O central Éder conseguiu um ace e a diferença no marcador subiu para quatro pontos (13/09). A equipe treinada pelo treinador Marcelo Mendez foi para o segundo tempo técnico com três de vantagem (16/13). Quando o placar estava 18/14, Marcos Pacheco inverteu o cinco e um. Entraram Alan e Vinhedo e saíram Rafael Araújo e Thiaguinho, no Sesi-SP. Mesmo com as mudanças, o Sada Cruzeiro foi melhor na parte final da parcial e venceu o segundo set por 25/18.

O Sesi-SP veio para a terceira parcial com uma mudança. Entrou Vinhedo e saiu Thiaguinho. O set começou equilibrado e os paulistas foram para o primeiro tempo técnico com dois de vantagem (8/6). Bem no bloqueio, o Sada Cruzeiro empatou (8/8). A parcial seguiu disputada ponto a ponto. Depois de um longo rally, o ponteiro Murilo conseguiu um ponto de contra-ataque e os paulistas abriram dois (15/13). O cubano Leal foi eficiente no saque e os mineiros empataram (19/19). Neste momento, o treinador Marcos Pacheco pediu tempo. A paralisação fez bem as paulistas que, com dois bloqueios seguidos, abriram dois (22/20). Bem no saque, o Sesi-SP foi melhor na parte final da parcial e venceu o terceiro set por 25/21.

O Sada Cruzeiro voltou melhor para o quarto set e fez 3/1. Bem no saque, o Sesi-SP equilibrou as ações do set, mas o time mineiro voltou a bloquear bem e abriu três pontos (7/4). Numa boa sequência de saques do oposto Rafael Araújo, o Sesi-SP virou o marcador (9/8). Com um ponto de bloqueio, foi a vez do Sada Cruzeiro voltar a abrir dois pontos (14/12). Liderados pelo ponteiro Murilo, o Sesi-SP fez quatro pontos seguidos (16/14). O final da parcial foi disputado ponto a ponto. Em um final emocionante, o Sesi-SP levou a melhor no quarto set por 28/26.

O quinto set também começou equilibrado. Com um ponto de bloqueio, o Sesi-SP fez 6/5. O ponteiro Leal fez um ace e os mineiros viraram o marcador (8/7). O oposto Wallace se destacou no final da parcial e o Sada Cruzeiro dez 11/8. Neste momento, o treinador Marcos Pacheco pediu tempo. Mesmo com a paralisação, os mineiros foram melhores na parte final da parcial e venceram o quinto set por 15/12 e o jogo por 3 sets a 2.

 

 

 

Campinas- SP- Brasil- 21/01/2016- A decisão do segundo finalista da Copa Banco do Brasil masculina de vôlei foi equilibrada e definida apenas nos últimos pontos do tie break. Sada Cruzeiro (MG) e Sesi-SP fizeram um jogo bem disputado e, no final, melhor para a equipe mineira, que venceu por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 25/18, 21/25, 26/28 e 15/12. O resultado classificou o Sada para a final da competição, onde enfrentará o Brasil Kirin (SP), que já havia garantido a vaga com a vitória sobre o Voleisul/Paquetá Esportes (RS). Após a partida, o técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez, elogiou a qualidade da partida e o adversário, que valorizou o resultado. "Foi um jogo difícil. O time do Sesi-SP jogou muito bem, nós oscilamos, com momentos muito bons e outros abaixo. Todo o mérito desse jogo de alto nível é do Sesi-SP, que trabalhou muito bem no saque e complicou bastante a nossa virada de bola", explicou Mendez. Apesar da derrota, o treinador do Sesi-SP, Marcos Pacheco, fez questão de parabenizar o seu time pela postura na partida contra o Sada Cruzeiro.  "Foi um jogo extremamente equilibrado. Nós perdemos os dois primeiros sets, mas crescemos na partida. Lutamos bastante e conseguimos nos adaptar durante o confronto. Isso foi muito positivo. Nos ajustamos diante de uma equipe muito forte que é o Sada Cruzeiro. Mudamos a tática de saque e fomos mais felizes conseguindo equilibrar a partida. O jogo ficou disputado ponto a ponto. Mesmo com a derrota fico contente pela dedicação e o empenho do meu time na partida de hoje".  O JOGO Murilo abriu o placar do jogo para o Sesi-SP. O Sada Cruzeiro deixou tudo equilibrado em 4/4. A equipe mineira passou a pontuar mais e, com Wallace, fez 8/4. Depois de longa disputa de bola, Éder bloqueou e o Sada chegou a 9/4. Bem no saque e no bloqueio, o Sesi-SP encostou (10/8). O ponteiro Leal se destacava no ataque e os cruzeirenses fizeram 14/11. Quando o placar estava 20/18 para a equipe mineira, o tr

Campinas- SP- Brasil- 21/01/2016- A decisão do segundo finalista da Copa Banco do Brasil masculina de vôlei foi equilibrada e definida apenas nos últimos pontos do tie break. Sada Cruzeiro (MG) e Sesi-SP fizeram um jogo bem disputado e, no final, melhor para a equipe mineira, que venceu por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 25/18, 21/25, 26/28 e 15/12. O resultado classificou o Sada para a final da competição, onde enfrentará o Brasil Kirin (SP), que já havia garantido a vaga com a vitória sobre o Voleisul/Paquetá Esportes (RS). Após a partida, o técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez, elogiou a qualidade da partida e o adversário, que valorizou o resultado. "Foi um jogo difícil. O time do Sesi-SP jogou muito bem, nós oscilamos, com momentos muito bons e outros abaixo. Todo o mérito desse jogo de alto nível é do Sesi-SP, que trabalhou muito bem no saque e complicou bastante a nossa virada de bola", explicou Mendez. Apesar da derrota, o treinador do Sesi-SP, Marcos Pacheco, fez questão de parabenizar o seu time pela postura na partida contra o Sada Cruzeiro.  "Foi um jogo extremamente equilibrado. Nós perdemos os dois primeiros sets, mas crescemos na partida. Lutamos bastante e conseguimos nos adaptar durante o confronto. Isso foi muito positivo. Nos ajustamos diante de uma equipe muito forte que é o Sada Cruzeiro. Mudamos a tática de saque e fomos mais felizes conseguindo equilibrar a partida. O jogo ficou disputado ponto a ponto. Mesmo com a derrota fico contente pela dedicação e o empenho do meu time na partida de hoje".  O JOGO Murilo abriu o placar do jogo para o Sesi-SP. O Sada Cruzeiro deixou tudo equilibrado em 4/4. A equipe mineira passou a pontuar mais e, com Wallace, fez 8/4. Depois de longa disputa de bola, Éder bloqueou e o Sada chegou a 9/4. Bem no saque e no bloqueio, o Sesi-SP encostou (10/8). O ponteiro Leal se destacava no ataque e os cruzeirenses fizeram 14/11. Quando o placar estava 20/18 para a equipe mineira, o tr

Campinas- SP- Brasil- 21/01/2016- A decisão do segundo finalista da Copa Banco do Brasil masculina de vôlei foi equilibrada e definida apenas nos últimos pontos do tie break. Sada Cruzeiro (MG) e Sesi-SP fizeram um jogo bem disputado e, no final, melhor para a equipe mineira, que venceu por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 25/18, 21/25, 26/28 e 15/12. O resultado classificou o Sada para a final da competição, onde enfrentará o Brasil Kirin (SP), que já havia garantido a vaga com a vitória sobre o Voleisul/Paquetá Esportes (RS). Após a partida, o técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez, elogiou a qualidade da partida e o adversário, que valorizou o resultado. "Foi um jogo difícil. O time do Sesi-SP jogou muito bem, nós oscilamos, com momentos muito bons e outros abaixo. Todo o mérito desse jogo de alto nível é do Sesi-SP, que trabalhou muito bem no saque e complicou bastante a nossa virada de bola", explicou Mendez. Apesar da derrota, o treinador do Sesi-SP, Marcos Pacheco, fez questão de parabenizar o seu time pela postura na partida contra o Sada Cruzeiro.  "Foi um jogo extremamente equilibrado. Nós perdemos os dois primeiros sets, mas crescemos na partida. Lutamos bastante e conseguimos nos adaptar durante o confronto. Isso foi muito positivo. Nos ajustamos diante de uma equipe muito forte que é o Sada Cruzeiro. Mudamos a tática de saque e fomos mais felizes conseguindo equilibrar a partida. O jogo ficou disputado ponto a ponto. Mesmo com a derrota fico contente pela dedicação e o empenho do meu time na partida de hoje".  O JOGO Murilo abriu o placar do jogo para o Sesi-SP. O Sada Cruzeiro deixou tudo equilibrado em 4/4. A equipe mineira passou a pontuar mais e, com Wallace, fez 8/4. Depois de longa disputa de bola, Éder bloqueou e o Sada chegou a 9/4. Bem no saque e no bloqueio, o Sesi-SP encostou (10/8). O ponteiro Leal se destacava no ataque e os cruzeirenses fizeram 14/11. Quando o placar estava 20/18 para a equipe mineira, o tr

Campinas- SP- Brasil- 21/01/2016- A decisão do segundo finalista da Copa Banco do Brasil masculina de vôlei foi equilibrada e definida apenas nos últimos pontos do tie break. Sada Cruzeiro (MG) e Sesi-SP fizeram um jogo bem disputado e, no final, melhor para a equipe mineira, que venceu por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 25/18, 21/25, 26/28 e 15/12. O resultado classificou o Sada para a final da competição, onde enfrentará o Brasil Kirin (SP), que já havia garantido a vaga com a vitória sobre o Voleisul/Paquetá Esportes (RS). Após a partida, o técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez, elogiou a qualidade da partida e o adversário, que valorizou o resultado. "Foi um jogo difícil. O time do Sesi-SP jogou muito bem, nós oscilamos, com momentos muito bons e outros abaixo. Todo o mérito desse jogo de alto nível é do Sesi-SP, que trabalhou muito bem no saque e complicou bastante a nossa virada de bola", explicou Mendez. Apesar da derrota, o treinador do Sesi-SP, Marcos Pacheco, fez questão de parabenizar o seu time pela postura na partida contra o Sada Cruzeiro.  "Foi um jogo extremamente equilibrado. Nós perdemos os dois primeiros sets, mas crescemos na partida. Lutamos bastante e conseguimos nos adaptar durante o confronto. Isso foi muito positivo. Nos ajustamos diante de uma equipe muito forte que é o Sada Cruzeiro. Mudamos a tática de saque e fomos mais felizes conseguindo equilibrar a partida. O jogo ficou disputado ponto a ponto. Mesmo com a derrota fico contente pela dedicação e o empenho do meu time na partida de hoje".  O JOGO Murilo abriu o placar do jogo para o Sesi-SP. O Sada Cruzeiro deixou tudo equilibrado em 4/4. A equipe mineira passou a pontuar mais e, com Wallace, fez 8/4. Depois de longa disputa de bola, Éder bloqueou e o Sada chegou a 9/4. Bem no saque e no bloqueio, o Sesi-SP encostou (10/8). O ponteiro Leal se destacava no ataque e os cruzeirenses fizeram 14/11. Quando o placar estava 20/18 para a equipe mineira, o tr

Campinas- SP- Brasil- 21/01/2016- A decisão do segundo finalista da Copa Banco do Brasil masculina de vôlei foi equilibrada e definida apenas nos últimos pontos do tie break. Sada Cruzeiro (MG) e Sesi-SP fizeram um jogo bem disputado e, no final, melhor para a equipe mineira, que venceu por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 25/18, 21/25, 26/28 e 15/12. O resultado classificou o Sada para a final da competição, onde enfrentará o Brasil Kirin (SP), que já havia garantido a vaga com a vitória sobre o Voleisul/Paquetá Esportes (RS). Após a partida, o técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez, elogiou a qualidade da partida e o adversário, que valorizou o resultado. "Foi um jogo difícil. O time do Sesi-SP jogou muito bem, nós oscilamos, com momentos muito bons e outros abaixo. Todo o mérito desse jogo de alto nível é do Sesi-SP, que trabalhou muito bem no saque e complicou bastante a nossa virada de bola", explicou Mendez. Apesar da derrota, o treinador do Sesi-SP, Marcos Pacheco, fez questão de parabenizar o seu time pela postura na partida contra o Sada Cruzeiro.  "Foi um jogo extremamente equilibrado. Nós perdemos os dois primeiros sets, mas crescemos na partida. Lutamos bastante e conseguimos nos adaptar durante o confronto. Isso foi muito positivo. Nos ajustamos diante de uma equipe muito forte que é o Sada Cruzeiro. Mudamos a tática de saque e fomos mais felizes conseguindo equilibrar a partida. O jogo ficou disputado ponto a ponto. Mesmo com a derrota fico contente pela dedicação e o empenho do meu time na partida de hoje".  O JOGO Murilo abriu o placar do jogo para o Sesi-SP. O Sada Cruzeiro deixou tudo equilibrado em 4/4. A equipe mineira passou a pontuar mais e, com Wallace, fez 8/4. Depois de longa disputa de bola, Éder bloqueou e o Sada chegou a 9/4. Bem no saque e no bloqueio, o Sesi-SP encostou (10/8). O ponteiro Leal se destacava no ataque e os cruzeirenses fizeram 14/11. Quando o placar estava 20/18 para a equipe mineira, o tr

Campinas- SP- Brasil- 21/01/2016- A decisão do segundo finalista da Copa Banco do Brasil masculina de vôlei foi equilibrada e definida apenas nos últimos pontos do tie break. Sada Cruzeiro (MG) e Sesi-SP fizeram um jogo bem disputado e, no final, melhor para a equipe mineira, que venceu por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 25/18, 21/25, 26/28 e 15/12. O resultado classificou o Sada para a final da competição, onde enfrentará o Brasil Kirin (SP), que já havia garantido a vaga com a vitória sobre o Voleisul/Paquetá Esportes (RS). Após a partida, o técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez, elogiou a qualidade da partida e o adversário, que valorizou o resultado. "Foi um jogo difícil. O time do Sesi-SP jogou muito bem, nós oscilamos, com momentos muito bons e outros abaixo. Todo o mérito desse jogo de alto nível é do Sesi-SP, que trabalhou muito bem no saque e complicou bastante a nossa virada de bola", explicou Mendez. Apesar da derrota, o treinador do Sesi-SP, Marcos Pacheco, fez questão de parabenizar o seu time pela postura na partida contra o Sada Cruzeiro.  "Foi um jogo extremamente equilibrado. Nós perdemos os dois primeiros sets, mas crescemos na partida. Lutamos bastante e conseguimos nos adaptar durante o confronto. Isso foi muito positivo. Nos ajustamos diante de uma equipe muito forte que é o Sada Cruzeiro. Mudamos a tática de saque e fomos mais felizes conseguindo equilibrar a partida. O jogo ficou disputado ponto a ponto. Mesmo com a derrota fico contente pela dedicação e o empenho do meu time na partida de hoje".  O JOGO Murilo abriu o placar do jogo para o Sesi-SP. O Sada Cruzeiro deixou tudo equilibrado em 4/4. A equipe mineira passou a pontuar mais e, com Wallace, fez 8/4. Depois de longa disputa de bola, Éder bloqueou e o Sada chegou a 9/4. Bem no saque e no bloqueio, o Sesi-SP encostou (10/8). O ponteiro Leal se destacava no ataque e os cruzeirenses fizeram 14/11. Quando o placar estava 20/18 para a equipe mineira, o tr

Campinas- SP- Brasil- 21/01/2016- A decisão do segundo finalista da Copa Banco do Brasil masculina de vôlei foi equilibrada e definida apenas nos últimos pontos do tie break. Sada Cruzeiro (MG) e Sesi-SP fizeram um jogo bem disputado e, no final, melhor para a equipe mineira, que venceu por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 25/18, 21/25, 26/28 e 15/12. O resultado classificou o Sada para a final da competição, onde enfrentará o Brasil Kirin (SP), que já havia garantido a vaga com a vitória sobre o Voleisul/Paquetá Esportes (RS). Após a partida, o técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez, elogiou a qualidade da partida e o adversário, que valorizou o resultado. "Foi um jogo difícil. O time do Sesi-SP jogou muito bem, nós oscilamos, com momentos muito bons e outros abaixo. Todo o mérito desse jogo de alto nível é do Sesi-SP, que trabalhou muito bem no saque e complicou bastante a nossa virada de bola", explicou Mendez. Apesar da derrota, o treinador do Sesi-SP, Marcos Pacheco, fez questão de parabenizar o seu time pela postura na partida contra o Sada Cruzeiro.  "Foi um jogo extremamente equilibrado. Nós perdemos os dois primeiros sets, mas crescemos na partida. Lutamos bastante e conseguimos nos adaptar durante o confronto. Isso foi muito positivo. Nos ajustamos diante de uma equipe muito forte que é o Sada Cruzeiro. Mudamos a tática de saque e fomos mais felizes conseguindo equilibrar a partida. O jogo ficou disputado ponto a ponto. Mesmo com a derrota fico contente pela dedicação e o empenho do meu time na partida de hoje".  O JOGO Murilo abriu o placar do jogo para o Sesi-SP. O Sada Cruzeiro deixou tudo equilibrado em 4/4. A equipe mineira passou a pontuar mais e, com Wallace, fez 8/4. Depois de longa disputa de bola, Éder bloqueou e o Sada chegou a 9/4. Bem no saque e no bloqueio, o Sesi-SP encostou (10/8). O ponteiro Leal se destacava no ataque e os cruzeirenses fizeram 14/11. Quando o placar estava 20/18 para a equipe mineira, o tr

Campinas- SP- Brasil- 21/01/2016- A decisão do segundo finalista da Copa Banco do Brasil masculina de vôlei foi equilibrada e definida apenas nos últimos pontos do tie break. Sada Cruzeiro (MG) e Sesi-SP fizeram um jogo bem disputado e, no final, melhor para a equipe mineira, que venceu por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 25/18, 21/25, 26/28 e 15/12. O resultado classificou o Sada para a final da competição, onde enfrentará o Brasil Kirin (SP), que já havia garantido a vaga com a vitória sobre o Voleisul/Paquetá Esportes (RS). Após a partida, o técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez, elogiou a qualidade da partida e o adversário, que valorizou o resultado. "Foi um jogo difícil. O time do Sesi-SP jogou muito bem, nós oscilamos, com momentos muito bons e outros abaixo. Todo o mérito desse jogo de alto nível é do Sesi-SP, que trabalhou muito bem no saque e complicou bastante a nossa virada de bola", explicou Mendez. Apesar da derrota, o treinador do Sesi-SP, Marcos Pacheco, fez questão de parabenizar o seu time pela postura na partida contra o Sada Cruzeiro.  "Foi um jogo extremamente equilibrado. Nós perdemos os dois primeiros sets, mas crescemos na partida. Lutamos bastante e conseguimos nos adaptar durante o confronto. Isso foi muito positivo. Nos ajustamos diante de uma equipe muito forte que é o Sada Cruzeiro. Mudamos a tática de saque e fomos mais felizes conseguindo equilibrar a partida. O jogo ficou disputado ponto a ponto. Mesmo com a derrota fico contente pela dedicação e o empenho do meu time na partida de hoje".  O JOGO Murilo abriu o placar do jogo para o Sesi-SP. O Sada Cruzeiro deixou tudo equilibrado em 4/4. A equipe mineira passou a pontuar mais e, com Wallace, fez 8/4. Depois de longa disputa de bola, Éder bloqueou e o Sada chegou a 9/4. Bem no saque e no bloqueio, o Sesi-SP encostou (10/8). O ponteiro Leal se destacava no ataque e os cruzeirenses fizeram 14/11. Quando o placar estava 20/18 para a equipe mineira, o tr

Campinas- SP- Brasil- 21/01/2016- A decisão do segundo finalista da Copa Banco do Brasil masculina de vôlei foi equilibrada e definida apenas nos últimos pontos do tie break. Sada Cruzeiro (MG) e Sesi-SP fizeram um jogo bem disputado e, no final, melhor para a equipe mineira, que venceu por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 25/18, 21/25, 26/28 e 15/12. O resultado classificou o Sada para a final da competição, onde enfrentará o Brasil Kirin (SP), que já havia garantido a vaga com a vitória sobre o Voleisul/Paquetá Esportes (RS). Após a partida, o técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez, elogiou a qualidade da partida e o adversário, que valorizou o resultado. "Foi um jogo difícil. O time do Sesi-SP jogou muito bem, nós oscilamos, com momentos muito bons e outros abaixo. Todo o mérito desse jogo de alto nível é do Sesi-SP, que trabalhou muito bem no saque e complicou bastante a nossa virada de bola", explicou Mendez. Apesar da derrota, o treinador do Sesi-SP, Marcos Pacheco, fez questão de parabenizar o seu time pela postura na partida contra o Sada Cruzeiro.  "Foi um jogo extremamente equilibrado. Nós perdemos os dois primeiros sets, mas crescemos na partida. Lutamos bastante e conseguimos nos adaptar durante o confronto. Isso foi muito positivo. Nos ajustamos diante de uma equipe muito forte que é o Sada Cruzeiro. Mudamos a tática de saque e fomos mais felizes conseguindo equilibrar a partida. O jogo ficou disputado ponto a ponto. Mesmo com a derrota fico contente pela dedicação e o empenho do meu time na partida de hoje".  O JOGO Murilo abriu o placar do jogo para o Sesi-SP. O Sada Cruzeiro deixou tudo equilibrado em 4/4. A equipe mineira passou a pontuar mais e, com Wallace, fez 8/4. Depois de longa disputa de bola, Éder bloqueou e o Sada chegou a 9/4. Bem no saque e no bloqueio, o Sesi-SP encostou (10/8). O ponteiro Leal se destacava no ataque e os cruzeirenses fizeram 14/11. Quando o placar estava 20/18 para a equipe mineira, o tr

Campinas- SP- Brasil- 21/01/2016- A decisão do segundo finalista da Copa Banco do Brasil masculina de vôlei foi equilibrada e definida apenas nos últimos pontos do tie break. Sada Cruzeiro (MG) e Sesi-SP fizeram um jogo bem disputado e, no final, melhor para a equipe mineira, que venceu por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 25/18, 21/25, 26/28 e 15/12. O resultado classificou o Sada para a final da competição, onde enfrentará o Brasil Kirin (SP), que já havia garantido a vaga com a vitória sobre o Voleisul/Paquetá Esportes (RS). Após a partida, o técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez, elogiou a qualidade da partida e o adversário, que valorizou o resultado. "Foi um jogo difícil. O time do Sesi-SP jogou muito bem, nós oscilamos, com momentos muito bons e outros abaixo. Todo o mérito desse jogo de alto nível é do Sesi-SP, que trabalhou muito bem no saque e complicou bastante a nossa virada de bola", explicou Mendez. Apesar da derrota, o treinador do Sesi-SP, Marcos Pacheco, fez questão de parabenizar o seu time pela postura na partida contra o Sada Cruzeiro.  "Foi um jogo extremamente equilibrado. Nós perdemos os dois primeiros sets, mas crescemos na partida. Lutamos bastante e conseguimos nos adaptar durante o confronto. Isso foi muito positivo. Nos ajustamos diante de uma equipe muito forte que é o Sada Cruzeiro. Mudamos a tática de saque e fomos mais felizes conseguindo equilibrar a partida. O jogo ficou disputado ponto a ponto. Mesmo com a derrota fico contente pela dedicação e o empenho do meu time na partida de hoje".  O JOGO Murilo abriu o placar do jogo para o Sesi-SP. O Sada Cruzeiro deixou tudo equilibrado em 4/4. A equipe mineira passou a pontuar mais e, com Wallace, fez 8/4. Depois de longa disputa de bola, Éder bloqueou e o Sada chegou a 9/4. Bem no saque e no bloqueio, o Sesi-SP encostou (10/8). O ponteiro Leal se destacava no ataque e os cruzeirenses fizeram 14/11. Quando o placar estava 20/18 para a equipe mineira, o tr

Campinas- SP- Brasil- 21/01/2016- A decisão do segundo finalista da Copa Banco do Brasil masculina de vôlei foi equilibrada e definida apenas nos últimos pontos do tie break. Sada Cruzeiro (MG) e Sesi-SP fizeram um jogo bem disputado e, no final, melhor para a equipe mineira, que venceu por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 25/18, 21/25, 26/28 e 15/12. O resultado classificou o Sada para a final da competição, onde enfrentará o Brasil Kirin (SP), que já havia garantido a vaga com a vitória sobre o Voleisul/Paquetá Esportes (RS). Após a partida, o técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez, elogiou a qualidade da partida e o adversário, que valorizou o resultado. "Foi um jogo difícil. O time do Sesi-SP jogou muito bem, nós oscilamos, com momentos muito bons e outros abaixo. Todo o mérito desse jogo de alto nível é do Sesi-SP, que trabalhou muito bem no saque e complicou bastante a nossa virada de bola", explicou Mendez. Apesar da derrota, o treinador do Sesi-SP, Marcos Pacheco, fez questão de parabenizar o seu time pela postura na partida contra o Sada Cruzeiro.  "Foi um jogo extremamente equilibrado. Nós perdemos os dois primeiros sets, mas crescemos na partida. Lutamos bastante e conseguimos nos adaptar durante o confronto. Isso foi muito positivo. Nos ajustamos diante de uma equipe muito forte que é o Sada Cruzeiro. Mudamos a tática de saque e fomos mais felizes conseguindo equilibrar a partida. O jogo ficou disputado ponto a ponto. Mesmo com a derrota fico contente pela dedicação e o empenho do meu time na partida de hoje".  O JOGO Murilo abriu o placar do jogo para o Sesi-SP. O Sada Cruzeiro deixou tudo equilibrado em 4/4. A equipe mineira passou a pontuar mais e, com Wallace, fez 8/4. Depois de longa disputa de bola, Éder bloqueou e o Sada chegou a 9/4. Bem no saque e no bloqueio, o Sesi-SP encostou (10/8). O ponteiro Leal se destacava no ataque e os cruzeirenses fizeram 14/11. Quando o placar estava 20/18 para a equipe mineira, o tr

Campinas- SP- Brasil- 21/01/2016- A decisão do segundo finalista da Copa Banco do Brasil masculina de vôlei foi equilibrada e definida apenas nos últimos pontos do tie break. Sada Cruzeiro (MG) e Sesi-SP fizeram um jogo bem disputado e, no final, melhor para a equipe mineira, que venceu por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 25/18, 21/25, 26/28 e 15/12. O resultado classificou o Sada para a final da competição, onde enfrentará o Brasil Kirin (SP), que já havia garantido a vaga com a vitória sobre o Voleisul/Paquetá Esportes (RS). Após a partida, o técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez, elogiou a qualidade da partida e o adversário, que valorizou o resultado. "Foi um jogo difícil. O time do Sesi-SP jogou muito bem, nós oscilamos, com momentos muito bons e outros abaixo. Todo o mérito desse jogo de alto nível é do Sesi-SP, que trabalhou muito bem no saque e complicou bastante a nossa virada de bola", explicou Mendez. Apesar da derrota, o treinador do Sesi-SP, Marcos Pacheco, fez questão de parabenizar o seu time pela postura na partida contra o Sada Cruzeiro.  "Foi um jogo extremamente equilibrado. Nós perdemos os dois primeiros sets, mas crescemos na partida. Lutamos bastante e conseguimos nos adaptar durante o confronto. Isso foi muito positivo. Nos ajustamos diante de uma equipe muito forte que é o Sada Cruzeiro. Mudamos a tática de saque e fomos mais felizes conseguindo equilibrar a partida. O jogo ficou disputado ponto a ponto. Mesmo com a derrota fico contente pela dedicação e o empenho do meu time na partida de hoje".  O JOGO Murilo abriu o placar do jogo para o Sesi-SP. O Sada Cruzeiro deixou tudo equilibrado em 4/4. A equipe mineira passou a pontuar mais e, com Wallace, fez 8/4. Depois de longa disputa de bola, Éder bloqueou e o Sada chegou a 9/4. Bem no saque e no bloqueio, o Sesi-SP encostou (10/8). O ponteiro Leal se destacava no ataque e os cruzeirenses fizeram 14/11. Quando o placar estava 20/18 para a equipe mineira, o tr
Campinas- SP- Brasil- 21/01/2016- A decisão do segundo finalista da Copa Banco do Brasil masculina de vôlei foi equilibrada e definida apenas nos últimos pontos do tie break. Sada Cruzeiro (MG) e Sesi-SP fizeram um jogo bem disputado e, no final, melhor para a equipe mineira, que venceu por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 25/18, 21/25, 26/28 e 15/12. O resultado classificou o Sada para a final da competição, onde enfrentará o Brasil Kirin (SP), que já havia garantido a vaga com a vitória sobre o Voleisul/Paquetá Esportes (RS). Após a partida, o técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez, elogiou a qualidade da partida e o adversário, que valorizou o resultado. "Foi um jogo difícil. O time do Sesi-SP jogou muito bem, nós oscilamos, com momentos muito bons e outros abaixo. Todo o mérito desse jogo de alto nível é do Sesi-SP, que trabalhou muito bem no saque e complicou bastante a nossa virada de bola", explicou Mendez. Apesar da derrota, o treinador do Sesi-SP, Marcos Pacheco, fez questão de parabenizar o seu time pela postura na partida contra o Sada Cruzeiro.  "Foi um jogo extremamente equilibrado. Nós perdemos os dois primeiros sets, mas crescemos na partida. Lutamos bastante e conseguimos nos adaptar durante o confronto. Isso foi muito positivo. Nos ajustamos diante de uma equipe muito forte que é o Sada Cruzeiro. Mudamos a tática de saque e fomos mais felizes conseguindo equilibrar a partida. O jogo ficou disputado ponto a ponto. Mesmo com a derrota fico contente pela dedicação e o empenho do meu time na partida de hoje".  O JOGO Murilo abriu o placar do jogo para o Sesi-SP. O Sada Cruzeiro deixou tudo equilibrado em 4/4. A equipe mineira passou a pontuar mais e, com Wallace, fez 8/4. Depois de longa disputa de bola, Éder bloqueou e o Sada chegou a 9/4. Bem no saque e no bloqueio, o Sesi-SP encostou (10/8). O ponteiro Leal se destacava no ataque e os cruzeirenses fizeram 14/11. Quando o placar estava 20/18 para a equipe mineira, o tr

Campinas- SP- Brasil- 21/01/2016- A decisão do segundo finalista da Copa Banco do Brasil masculina de vôlei foi equilibrada e definida apenas nos últimos pontos do tie break. Sada Cruzeiro (MG) e Sesi-SP fizeram um jogo bem disputado e, no final, melhor para a equipe mineira, que venceu por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 25/18, 21/25, 26/28 e 15/12. O resultado classificou o Sada para a final da competição, onde enfrentará o Brasil Kirin (SP), que já havia garantido a vaga com a vitória sobre o Voleisul/Paquetá Esportes (RS). Após a partida, o técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez, elogiou a qualidade da partida e o adversário, que valorizou o resultado. "Foi um jogo difícil. O time do Sesi-SP jogou muito bem, nós oscilamos, com momentos muito bons e outros abaixo. Todo o mérito desse jogo de alto nível é do Sesi-SP, que trabalhou muito bem no saque e complicou bastante a nossa virada de bola", explicou Mendez. Apesar da derrota, o treinador do Sesi-SP, Marcos Pacheco, fez questão de parabenizar o seu time pela postura na partida contra o Sada Cruzeiro.  "Foi um jogo extremamente equilibrado. Nós perdemos os dois primeiros sets, mas crescemos na partida. Lutamos bastante e conseguimos nos adaptar durante o confronto. Isso foi muito positivo. Nos ajustamos diante de uma equipe muito forte que é o Sada Cruzeiro. Mudamos a tática de saque e fomos mais felizes conseguindo equilibrar a partida. O jogo ficou disputado ponto a ponto. Mesmo com a derrota fico contente pela dedicação e o empenho do meu time na partida de hoje".  O JOGO Murilo abriu o placar do jogo para o Sesi-SP. O Sada Cruzeiro deixou tudo equilibrado em 4/4. A equipe mineira passou a pontuar mais e, com Wallace, fez 8/4. Depois de longa disputa de bola, Éder bloqueou e o Sada chegou a 9/4. Bem no saque e no bloqueio, o Sesi-SP encostou (10/8). O ponteiro Leal se destacava no ataque e os cruzeirenses fizeram 14/11. Quando o placar estava 20/18 para a equipe mineira, o tr

 

Foto: Wander Roberto/ Inovafoto/ CBV

 

 

Deixe uma resposta

Top