You are here
Home > Notícias

Papa Francisco visita santuário em Uganda em meio a debate sobre direitos gays

28/11/2015- Uganda – O papa Francisco viajou para mais sagrado santuário de Uganda neste sábado, em homenagem aos mártires cristãos do século 19 mortos por sua fé, inclusive para proteger os jovens rapazes na corte real de abuso por parte do rei. Vinte e cinco anglicanos e 22 católicos convertidos foram mortos durante as perseguições, a maioria queimada até a morte, entre 1884 e 1887 sob as ordens do rei Mwanga Buganda II. Os presidentes do Sudão do Sul, Salva Kiir, e de Uganda, Yoweri Museveni, também compareceram à cerimônia religiosa.

28/11/2015-  Uganda - O papa Francisco viajou para mais sagrado santuário de Uganda neste sábado, em homenagem aos mártires cristãos do século 19 mortos por sua fé, inclusive para proteger os jovens rapazes na corte real de abuso por parte do rei. Vinte e cinco anglicanos e 22 católicos convertidos foram mortos durante as perseguições, a maioria queimada até a morte, entre 1884 e 1887 sob as ordens do rei Mwanga Buganda II. Os presidentes do Sudão do Sul, Salva Kiir, e de Uganda, Yoweri Museveni, também compareceram à cerimônia religiosa.

28/11/2015-  Uganda - O papa Francisco viajou para mais sagrado santuário de Uganda neste sábado, em homenagem aos mártires cristãos do século 19 mortos por sua fé, inclusive para proteger os jovens rapazes na corte real de abuso por parte do rei. Vinte e cinco anglicanos e 22 católicos convertidos foram mortos durante as perseguições, a maioria queimada até a morte, entre 1884 e 1887 sob as ordens do rei Mwanga Buganda II. Os presidentes do Sudão do Sul, Salva Kiir, e de Uganda, Yoweri Museveni, também compareceram à cerimônia religiosa.

28/11/2015-  Uganda - O papa Francisco viajou para mais sagrado santuário de Uganda neste sábado, em homenagem aos mártires cristãos do século 19 mortos por sua fé, inclusive para proteger os jovens rapazes na corte real de abuso por parte do rei. Vinte e cinco anglicanos e 22 católicos convertidos foram mortos durante as perseguições, a maioria queimada até a morte, entre 1884 e 1887 sob as ordens do rei Mwanga Buganda II. Os presidentes do Sudão do Sul, Salva Kiir, e de Uganda, Yoweri Museveni, também compareceram à cerimônia religiosa.

28/11/2015-  Uganda - O papa Francisco viajou para mais sagrado santuário de Uganda neste sábado, em homenagem aos mártires cristãos do século 19 mortos por sua fé, inclusive para proteger os jovens rapazes na corte real de abuso por parte do rei. Vinte e cinco anglicanos e 22 católicos convertidos foram mortos durante as perseguições, a maioria queimada até a morte, entre 1884 e 1887 sob as ordens do rei Mwanga Buganda II. Os presidentes do Sudão do Sul, Salva Kiir, e de Uganda, Yoweri Museveni, também compareceram à cerimônia religiosa.

28/11/2015-  Uganda - O papa Francisco viajou para mais sagrado santuário de Uganda neste sábado, em homenagem aos mártires cristãos do século 19 mortos por sua fé, inclusive para proteger os jovens rapazes na corte real de abuso por parte do rei. Vinte e cinco anglicanos e 22 católicos convertidos foram mortos durante as perseguições, a maioria queimada até a morte, entre 1884 e 1887 sob as ordens do rei Mwanga Buganda II. Os presidentes do Sudão do Sul, Salva Kiir, e de Uganda, Yoweri Museveni, também compareceram à cerimônia religiosa.

28/11/2015-  Uganda - O papa Francisco viajou para mais sagrado santuário de Uganda neste sábado, em homenagem aos mártires cristãos do século 19 mortos por sua fé, inclusive para proteger os jovens rapazes na corte real de abuso por parte do rei. Vinte e cinco anglicanos e 22 católicos convertidos foram mortos durante as perseguições, a maioria queimada até a morte, entre 1884 e 1887 sob as ordens do rei Mwanga Buganda II. Os presidentes do Sudão do Sul, Salva Kiir, e de Uganda, Yoweri Museveni, também compareceram à cerimônia religiosa.

Deixe uma resposta

Top