You are here

Terremoto de magnitude 7.6 no Peru é sentido no Brasil

Na noite desta terça-feira por volta das 18:45 foi sentido o primeiro terremoto na Península Ibérica no Peru em 7.0 da escala richter nas coordenadas 10° 35.400,70° 56,400. O segundo foi mais intenso de magnitude 7.6 nas coordenadas 10° 35.076,70° 57,936, profundidade 602.34 km (374.28 milhas) classificado como epicentro de grande profundidade, ocorreu a 156 quilômetros à noroeste da localidade peruana perto da fronteira com o Brasil.

SISMÓGRAFO 2

No Brasil foram sentidos nos estados do Acre e Amazonas um sismo de magnitude 7.2 às 18:50 nas coordenadas 10° 2.400,71° 1.200, classificado como epicentro de grande profundidade à 627 km (389.60 milhas), localização 74.00 km (45,98 milhas) de Tarauacá, fonte EMSC.

25-11-2015 TERREMOTO USGS_011

Em Manaus e no Acre moradores relataram o abalo, bem como o centro da capital Amazonense. O tremor pode ser sentido até o 4° andar de alguns prédios. Moradores destas regiões ainda estão assustados e a Defesa Civil e Corpo de Bombeiros estão monitorando essas áreas. Segundo o Coronel Carlos Gondim, Chefe do departamento de fogo no estado de fronteira do Acre, não houve vítimas ou danos.

24-11-2015 PERU_011

Durante a madrugada de 25/11, foram registrados novos tremores secundários, dos quais, um foi no Acre de magnitude 5.4 graus coordenada 10° 33.600,72° 7.800, grande profundidade 581 km (361.02 milhas), localização 91.00 km (56,54 milhas) de Marechal Thaumaturgo, fonte EMSC. E mais três de 4.6 graus, coordenada 10° 41.400,70° 32.400, grande profundidade 561 km (348.59 milhas), localização 109,0 km (67,73 milhas) Madre de Dios, Ibéria e Cusco, Pangoa de 5.8 graus, coordenada 11° 7.200,71° 33.600, falta de profundidade 10 km (6.21 milhas), localização 164,0 km (101.90 milhas).

25-11-2015 USGS_011

Entre as profundidades de 500 km e 650 km é a parte mais profunda da placa de Nazca, no qual o terremoto ocorreu, levando 10 milhões de anos ou mais para forma-lá sob a placa sul-americana. Este pode ser um grande movimento de placas por subducção, como Nazca.

Fonte Serviço geológico dos Estados Unidos da América (USGS).

Deixe uma resposta

Top