You are here

Depressão Extratropical na Argentina ganha força e pode provocar tempestades severas sobre o Sul do Brasil até o final de semana

Segundo as modelagens, a baixa pressão sobre o continente da Argentina até essa madrugada de quinta para sexta-feira (16/10) terá 983 hPa entre Uruguai e parte do continente do sul do Brasil (RS), alcançando o mar poderá ganhar o status de Depressão Extratropical.

15-10-2015 DEPRESSÃO 982 hPa_10

As predições indicam que as chuvas poderão ser pesadas em até 300 mm sobre o Rio Grande do Sul (principal) podendo se estender para SC e PR. As observações mostram um ligeiro escoamento da amazônia dando origem ao sistema de baixa pressão sobre a Argentina nessa madrugada (15/10) com 998 hPa com suporte do Jato Subtropical e nuvens do tipo Cumulonimbus de 8 a 12 km de altitude.

web_S-RS_prec24h_201510141800_+2416-10-2015 DEPRESSÃO_10

Depressão Extratropical se formará entre a Argentina e terá um núcleo de 982 hPa, há chances de inundações na costa do RS com ondas de 3 a 6 metros, descargas elétricas, queda de granizo e vendavais entre 80/90/100 km/h a cima.

15-10-2015 DEPRESSÃO_10

No topo desta Depressão Extratropical de 16/10 às 00:00 local, segue anexo acima, velocidade dos ventos 53 Kt, velocidade aproximada de 106 km/h. Se encontra em todas as categorias Sfc, 1000, 850, 700, (não bem formado) 500 hPa.

Mar de ressaca INPE

17-10-2015 RESSACA_10

Não se descarta possibilidade para LI (linhas de instabilidade), SCM (Sistema Convectivo Mesoescala ou CCM (Complexo Convectivo Mesoescala) associados a linhas de instabilidade sobre o continente e possibilidade para formação de tornados sobre a região se tratando de uma atmosfera ciclônica.

15-10-2015 DEPRESSÃO 2_10

Os jatos polares estão normalmente localizados próximos de 250 hPa da pressão atmosférica, entre 7 a 12 quilômetros acima do nível médio do mar; enquanto que as correntes subtropicais, significativamente mais fracas, encontram-se a uma maior altitude (entre 10 e 16 km).

Rintat 15/10

15-10-2015 RAIOS_10

De acordo com os modelos, a partir do dia 15 de outubro, o que torna os cenários muito duvidosos para chuvas no sudeste. O RJ vai continuar no limiar das nuvens e ar seco e muito quente ao norte (situação de bloqueio).

Predições para o final de semana RJ:

Quinta-feira em diante (incerto) – Uma nova frente fria (arco) se forma no sul, associada a Depressão Extratropical de 982 hpa vinda do Pacífico, porém no norte, o ar seco no Atlântico ganha força também e migra para oeste. Todos os modelos colocam o RJ dentro do domínio do ar seco, indicando a volta do calor canicular pelo menos até sábado (17/10).

Devido a o confronto das duas massas que são fortes, os cenários podem mudar em projeções futuras. Sendo assim a seca na região Sudeste continua.

Fonte de pesquisa WunderMap, Windyty, INMET, INPE, Earth.nullschool, GFS, Rindat

Colaboração do Prof. Douglas V..O. Lessa Paleontólogo do Clima.

Deixe uma resposta

Top