You are here
Home > Notícias

Criminalidade cai e latrocínios chegam à marca mais baixa desde 2012

Nos seis primeiros meses desse ano foram 177 casos de latrocínio, 11,94% a menos em relação ao mesmo período de 2014, quando foram notificados 201 ocorrências.

Com recorde de produtividade, criminalidade cai e latrocínios chegam à marca mais baixa desde 2012 Roubos e furtos em geral e de veículos, sequestros e estupros caem nos primeiros seis meses do ano. Taxa de 9,38 mortes intencionais por 100 mil habitantes é a menor da história
Com recorde de produtividade, criminalidade cai e latrocínios chegam à marca mais baixa desde 2012
Roubos e furtos em geral e de veículos, sequestros e estupros caem nos primeiros seis meses do ano. Taxa de 9,38 mortes intencionais por 100 mil habitantes é a menor da história

Os dados da Secretaria de Segurança Pública mostram ainda que no mês de junho os roubos em geral (somatória de todos os tipos de roubo, exceto veículos) também tiveram queda de 6,19% em comparação com maio. No acumulado do semestre a redução é de 5,56%, com 8.977 ocorrências a menos.

 

Notificações de furtos em geral diminuíram 2,15%, índice mais baixo para o mês desde 2002. No semestre, foram 8,03% registros a menos que em 2014, com a redução de 21.488 casos – menor número desde 2002 entre janeiro e junho.

 

Roubos de veículos
O número de roubos de veículos registrado em junho caiu 32,3% em relação a maio – foram 2.549 casos a menos, segundo a SSP. No semestre, em relação ao mesmo período do ano passado, a queda é de 26,13%, com 13.800 ocorrências a menos

 

O recuo também aconteceu nos furtos de veículo. De janeiro a junho deste ano houve redução de 11,33%, com 7.184 ocorrências a menos.

 

O Estado de São Paulo teve ainda queda nos roubos de carga pelo segundo mês consecutivo. A redução em junho em relação ao mesmo mês de 2014 foi de 11,25% – caiu de 658 para 584 casos.

 

Os estupros caíram 11,54% nos seis primeiros meses, com 591 ocorrências a menos. Esta é a 25ª queda desse crime nos últimos 26 meses. O índice atual é o menor desde 2009, quando entrou em vigor a nova lei de estupro (12.195/2009), que incluiu nessa natureza outras classificações de crimes, como o atentado violento ao pudor. Em junho, os estupros caíram 10,39%, com 79 casos a menos.

 

As extorsões mediante sequestro apresentaram retração de 19,05% entre janeiro e junho. Foram 17 notificações e a primeira vez que o indicador fica abaixo de 20 em um mês.

Com recorde de produtividade, criminalidade cai e latrocínios chegam à marca mais baixa desde 2012 Roubos e furtos em geral e de veículos, sequestros e estupros caem nos primeiros seis meses do ano. Taxa de 9,38 mortes intencionais por 100 mil habitantes é a menor da história
Com recorde de produtividade, criminalidade cai e latrocínios chegam à marca mais baixa desde 2012
Roubos e furtos em geral e de veículos, sequestros e estupros caem nos primeiros seis meses do ano. Taxa de 9,38 mortes intencionais por 100 mil habitantes é a menor da história

Recorde histórico no índice de homicídios
Na sexta-feira (24) o governador Geraldo Alckmin antecipou que São Paulo havia batido novo recorde na queda dos homicídios dolosos com o fechamento do primeiro semestre do ano. Com a redução de 11,62% nas mortes intencionais nos seis primeiros meses, o índice caiu para 9,38 ocorrências por 100 mil habitantes – a menor taxa da história. É a primeira vez que o semestre contabiliza um número menor de 2.000 homicídios.

 

O Estado continua tendo a menor taxa de mortes intencionais do país, de acordo com o último Anuário Brasileiro de Segurança Pública, produzido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em 2014.

 

Do Portal do Governo do Estado

Foto: Nathalia Manzaro/ Secretaria de Segurança Pública de SP

Deixe uma resposta

Top