You are here
Home > Esporte

Quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade dá início à programação de treinos oficiais nesta sexta-feira

O Campeonato Brasileiro de Motovelocidade terá domingo (26) as corridas da quarta de suas oito etapas. O GP Campo Grande colocará em jogo a liderança das quatro categorias e das duas classes especiais do Moto 1000 GP, que cumpre sua quinta temporada e leva seu evento pela segunda vez ao circuito de 3.504 do Autódromo Internacional de Campo Grande. A expectativa é de público aproximado de 15.000 espectadores no dia das provas.

Na GP 1000, categoria principal do Moto 1000 GP, a liderança é do atual campeão Matthieu Lussiana. O francês da BMW Motorrad Petronas Racing foi vencedor das duas primeiras provas do ano e soma 74 pontos, 21 a mais que o vice-líder argentino Diego Pierluigi, que venceu a corrida de 2013 em Campo Grande e vem de vitória na etapa de junho em Goiânia, que teve em disputa o GP Michelin – ele compete com a Kawasaki da JC Racing Team.

Pilotos de quatro países ocupam as quatro primeiras posições na tabela da GP 1000. Em terceiro aparece o português Miguel Praia, piloto da Honda da Center Moto Racing Team, com 47 pontos. O quarto, com 40, é o paranaense Wesley Gutierrez, atual vice-campeão, que corre com a Kawasaki da Motonil Motors-PDV Brasil. Uma vitória no Moto 1000 GP vale 25 pontos – há um ponto de bonificação pela pole position e outro pela volta mais rápida da corrida.

Na GP 600, o paulista Eric Granado, da GST Honda Mobil Super Moto, defende sua invencibilidade. Competindo simultaneamente no Europeu de Velocidade, ele lidera o Brasileiro com 80 pontos. O argentino Juan Solorza, com a Yamaha da Solorza Competición, está em segundo com 40, três à frente do paranaense Joelsu Mitiko, inscrito com a Kawasaki da Paulinho Superbikes. O carioca Alex Pires, com a Honda da Center Moto Racing Team, soma 36.

A GP Light, tal qual ocorre na GP 1000, tem pilotos de três marcas de motocicletas nas três primeiras posições. O líder é o paranaense Rafa Nunes, do Team Suzuki PRT. Ele soma 67 pontos, 20 a mais que o gaúcho Marcelo Dahmer, inscrito com a Honda da K Racing. O brasiliense Henrique Castro, da City Service BSB Motor Racing, somou 41 pontos com sua Kawasaki e aparece em terceiro – Castro venceu a etapa de Campo Grande em sua categoria.

A categoria de formação de pilotos GPR 250 tem liderança do paulista Ton Kawakami. Com duas vitórias e um segundo lugar em três etapas, o piloto da Playstation-PRT chegou a 71 pontos e tem garantida a manutenção de sua liderança com qualquer resultado no GP Campo Grande. O sul-mato-grossense Brian David, da Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, é o segundo com 38, um à frente do campeão Meikon Kawakami, irmão e companheiro de equipe de Ton.

O Moto 1000 GP tem em disputa a classe Evo, que atribui classificação distinta aos pilotos que têm as carreiras em processo de evolução. Na GP 1000 Evo, o líder é o paulista Nick Iatauro, do Team Suzuki-PRT, com 59 pontos, contra 45 do conterrâneo Diego Pretel, piloto da DRT-Ducati, vice-líder. Na GP 600 Evo, o gaúcho Marciano Santin, da Santin Racing, tem 70 pontos. O vice-líder paulista Flávio Pavanelli, da Motonil Motors-PDV Brasil, tem 41.

PROGRAMAÇÃO
A corrida da categoria GP 600 será a primeira da programação do GP Campo Grande, com largada às 9h30 (horário MS) para 14 voltas. Em seguida, às 10h50, será aberta a GP Light, também com percurso de 14 voltas. A série de formação de pilotos GPR 250 terá início às 12h05, para 11 voltas. A GP 1000, atração principal do Brasileiro de Motovelocidade, terá sua prova iniciada às 12h55, com percurso de 16 voltas pelo traçado de 3.504 metros.

RR_Moto_1000_GP__23072015_000 RR_Moto_1000_GP__23072015_001 RR_Moto_1000_GP__23072015_002 RR_Moto_1000_GP__23072015_003 RR_Moto_1000_GP__23072015_004 RR_Moto_1000_GP__23072015_006

Foto: Rodrigo Ruiz/ Grelak Comunicação

Deixe uma resposta

Top