You are here
Home > Notícias

MP vai investigar participação do Bope no Caso Amarildo

O Ministério Público vai abrir investigação para saber o que o Bope estava fazendo na Rocinha na noite em que o ajudante de pedreiro Amarildo de Souza desapareceu, em 14 de julho de 2013, após ter acesso e analisar novas imagens de uma câmera de segurança instalada nas proximidades da UPP da comunidade. Dez homens da corporação serão investigados. As informações foram exibidas com exclusividade pelo Jornal Nacional nesta segunda-feira (22).

As imagens foram gravadas na noite de 14 de julho de 2013, quase cinco horas depois de o pedreiro Amarildo ter sido levado para a sede da UPP na Rocinha.

A câmera fica num ponto estratégico da rua que é o único acesso para que carros cheguem à sede da UPP. As imagens mostram que relógio marca 23h59, quando chega um comboio com quatro caminhonetes do Batalhão de Operações Especiais (Bope).

As imagens levantaram suspeitas no MP. Os peritos, no entanto, só confirmaram a suspeita quando trataram as imagens no computador as imagens da câmera de segurança. Eles usaram variações de luz e sombra, que são elementos básicos para revelar o volume e a profundidade de objetos.
“Isso já chamou atenção. Fugiu ao padrão das demais viaturas. Num primeiro momento, você olha a imagem, você não percebe nada. Graças ao trabalho da nossa pericia, que foi melhorando a imagem, aí você olha de novo…. Tá esquisito esse negócio”, afirma a promotora Carmem Eliza Bastos de Carvalho.

Volume levantou suspeitas
Foi esse ponto que chamou atenção dos promotores. Os peritos do MP enxergaram um volume, enrolado num material preto.

bope5

Por Tony Cavalcanti

Deixe uma resposta

Top