You are here
Home > Esporte

Circuito Mundial de Volei de Praia: Guto e Allison avançam

Guto e Allison Francioni conquistaram nesta terça-feira a qualificação à chave do Grand Slam de São Petersburgo, nos Estados Unidos. Com duas vitórias nas classificatórias do torneio, os atletas se juntam às outras três duplas brasileiras que disputarão a competição. Além deles, Alison/Bruno Schmidt, Ricardo/Emanuel e Pedro Soldberg/Evandro também representarão o Brasil nas areias norte-americanas.

Sob temperatura de aproximadamente 40ºC, Guto e Allison venceram os tchecos Ondrej Hromadko e Tomas Salava por 2 sets a 0, com parciais de 21/13 e 21/16. Em seguida, no segundo e decisivo jogo, a dupla brasileira encarou a parceria canadense Daniel Dearing/Garrett May e teve mais dificuldades, vencendo por 2 sets a 1 (parciais 21/17, 21/23 e 15/6).

Agora integrante do Grupo B da competição, a jovem dupla terá parada dura pela frente, pois seus compatriotas Evandro/Pedro Solberg, atuais campeões do Major Series de Stavanger, estão na mesma chave. Além deles, Guto e Allison também terão pela frente os alemães Alexander Walkenhorst e Stefan Windscheif e os turcos Volkan Gogtepe e Murat Giginoglu.

São Petersbrugo- Estados Unidos- 16/06/2015- O Brasil terá quatro representantes no torneio masculino do Grand Slam de São Petersburgo nos Estados Unidos. Na tarde desta terça-feira (16.06), Guto e Allison Francioni (RJ/SC) superaram a temperatura próxima dos 40º C na região de Tampa e venceram dois jogos do qualificatório, conquistando a vaga à fase de grupos da etapa do Circuito Mundial 2015. Além deles, Alison/Bruno Schmidt (ES/DF), Ricardo/Emanuel (BA/PR) e Pedro Solberg/Evandro (RJ) já estavam garantidos pela posição no ranking de entradas. Guto e Allison, campeões do Mundial Sub-21 de 2013, começaram com vitória por 2 sets a 0 contra os tchecos Ondrej Hromadko/Tomas Salava (21/13 e 21/16), em 35 minutos. Na sequência superaram os canadenses Daniel Dearing e Garrett May por 2 sets a 1, com parciais de 21/17, 21/23 e 15/6 para avançar na competição. Eles estarão no grupo B, ao lado dos também brasileiros Evandro/Pedro Solber (RJ), dos alemães Alexander Walkenhorst e Stefan Windscheif, e dos turcos Volkan Gögtepe/Murat Giginoglu. "Foram dois jogos muito difíceis, na dupla do Canadá, o May foi campeão mundial sub-21 e disputa os campeonatos mundiais, mas deu tudo certo. Não tivemos que disputar o country quota por falta de duplas no qualificatório, e conseguimos passar bem por esta fase para agora chegarmos ao torneio principal, que é outra história", disse Guto após a vaga. A segunda partida do qualificatório, contra o Canadá , foi realizada às 14h20 no horário local (15h20 no horário de Brasília), sob sol intenso, que castigou os atletas. Tamanho foi o desgaste que no final da segunda etapa, Allison Francioni pediu atendimento médico.  "Estamos muito felizes. A gente vinha treinando e trabalhando para esse momento, e ele chegou. Viemos para cá, investimos e acreditamos. Um ajudou o outro e conseguimos nos superar. Agora é pensar do zero, renovar as energias e ir para cima com tudo. Foi muito difícil estar aqui, entã

São Petersbrugo- Estados Unidos- 16/06/2015- O Brasil terá quatro representantes no torneio masculino do Grand Slam de São Petersburgo nos Estados Unidos. Na tarde desta terça-feira (16.06), Guto e Allison Francioni (RJ/SC) superaram a temperatura próxima dos 40º C na região de Tampa e venceram dois jogos do qualificatório, conquistando a vaga à fase de grupos da etapa do Circuito Mundial 2015. Além deles, Alison/Bruno Schmidt (ES/DF), Ricardo/Emanuel (BA/PR) e Pedro Solberg/Evandro (RJ) já estavam garantidos pela posição no ranking de entradas. Guto e Allison, campeões do Mundial Sub-21 de 2013, começaram com vitória por 2 sets a 0 contra os tchecos Ondrej Hromadko/Tomas Salava (21/13 e 21/16), em 35 minutos. Na sequência superaram os canadenses Daniel Dearing e Garrett May por 2 sets a 1, com parciais de 21/17, 21/23 e 15/6 para avançar na competição. Eles estarão no grupo B, ao lado dos também brasileiros Evandro/Pedro Solber (RJ), dos alemães Alexander Walkenhorst e Stefan Windscheif, e dos turcos Volkan Gögtepe/Murat Giginoglu. "Foram dois jogos muito difíceis, na dupla do Canadá, o May foi campeão mundial sub-21 e disputa os campeonatos mundiais, mas deu tudo certo. Não tivemos que disputar o country quota por falta de duplas no qualificatório, e conseguimos passar bem por esta fase para agora chegarmos ao torneio principal, que é outra história", disse Guto após a vaga. A segunda partida do qualificatório, contra o Canadá , foi realizada às 14h20 no horário local (15h20 no horário de Brasília), sob sol intenso, que castigou os atletas. Tamanho foi o desgaste que no final da segunda etapa, Allison Francioni pediu atendimento médico.  "Estamos muito felizes. A gente vinha treinando e trabalhando para esse momento, e ele chegou. Viemos para cá, investimos e acreditamos. Um ajudou o outro e conseguimos nos superar. Agora é pensar do zero, renovar as energias e ir para cima com tudo. Foi muito difícil estar aqui, entã

São Petersbrugo- Estados Unidos- 16/06/2015- O Brasil terá quatro representantes no torneio masculino do Grand Slam de São Petersburgo nos Estados Unidos. Na tarde desta terça-feira (16.06), Guto e Allison Francioni (RJ/SC) superaram a temperatura próxima dos 40º C na região de Tampa e venceram dois jogos do qualificatório, conquistando a vaga à fase de grupos da etapa do Circuito Mundial 2015. Além deles, Alison/Bruno Schmidt (ES/DF), Ricardo/Emanuel (BA/PR) e Pedro Solberg/Evandro (RJ) já estavam garantidos pela posição no ranking de entradas. Guto e Allison, campeões do Mundial Sub-21 de 2013, começaram com vitória por 2 sets a 0 contra os tchecos Ondrej Hromadko/Tomas Salava (21/13 e 21/16), em 35 minutos. Na sequência superaram os canadenses Daniel Dearing e Garrett May por 2 sets a 1, com parciais de 21/17, 21/23 e 15/6 para avançar na competição. Eles estarão no grupo B, ao lado dos também brasileiros Evandro/Pedro Solber (RJ), dos alemães Alexander Walkenhorst e Stefan Windscheif, e dos turcos Volkan Gögtepe/Murat Giginoglu. "Foram dois jogos muito difíceis, na dupla do Canadá, o May foi campeão mundial sub-21 e disputa os campeonatos mundiais, mas deu tudo certo. Não tivemos que disputar o country quota por falta de duplas no qualificatório, e conseguimos passar bem por esta fase para agora chegarmos ao torneio principal, que é outra história", disse Guto após a vaga. A segunda partida do qualificatório, contra o Canadá , foi realizada às 14h20 no horário local (15h20 no horário de Brasília), sob sol intenso, que castigou os atletas. Tamanho foi o desgaste que no final da segunda etapa, Allison Francioni pediu atendimento médico.  "Estamos muito felizes. A gente vinha treinando e trabalhando para esse momento, e ele chegou. Viemos para cá, investimos e acreditamos. Um ajudou o outro e conseguimos nos superar. Agora é pensar do zero, renovar as energias e ir para cima com tudo. Foi muito difícil estar aqui, entã

Por Tony Cavalcanti

Foto: CBV

Deixe uma resposta

Top