You are here

Ciclone Cari ameaça Costa do Brasil e ZCAS

Concluímos que o Sistema nesse momento do qual todos as cartas sinóticas divergem, apontam que a costa Brasileira corre sério (RISCO) entre RJ, SP e PR, devido ao Ciclone Subtropical já com características de Tropical de hoje 09/03 até dia 12/03, talvez se dissipe até 15/03.

Advertimos que o ciclone de características atípicas deve atuar na costa do Brasil, trazendo riscos tanto na zona marítima como no continente. Uma vez formado, este ciclone será batizado como Cari “homem branco” na língua tupi-guarani” próximo nome da lista oficial da Marinha do Brasil para ciclones anômalos ocorridos após a tempestade subtropical Bapo, em fevereiro.

Os Meteorologistas do National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA), dos Estados Unidos, divulgaram uma nota e afirmam que mesmo sobre o oceano, a nova formação merece atenção ao monitoramento, principalmente para quem reside no litoral.

10-03-2015 TROPICAL_03

 

Segundo a Marinha do Brasil, Cari tende a ser maior e mais intenso que Bapo, oferecendo grandes riscos à área continental no Brasil. Deve ser o quarto sistema atípico a ser denominado junto à costa brasileira desde 2010.

09-03-2015 TEMPESTADES TROPICAL_03

Chama a atenção, contudo a modelagem numérica de um ciclone concêntrico, assim simétrico. Neste caso, sabe-se que a pressão mínima central do sistema é inferior ao que está sendo projetada, sinalizando um ciclone mais intenso. Os dados estão a apontar ainda tendência de convecção moderada/profunda ao redor do centro da baixa, e que pode acusar maior intensificação do sistema.

10-03-2015 256 TROPICAL_03

Os indicativos são de um sistema subtropical, mas ressalva-se que o ciclone apresenta características puramente tropicais. As Modelagens numérica indicam que seria uma tempestade tropical (estágio anterior a de furacão em um ciclone tropical com vento sustentado entre 63 km/h e 118 km/h).

09-03-2015 ts_al_shm_CUMP (1)

 09-03-2015 2030 RAIOS_03

O Ciclone Subtropical/Tropical, poderá causar transtornos e inundações, devido ao seu potencial. Existe a possibilidade para formações de CCM, LI (linhas de instabilidades) e tornados em várias cidades da costa do Brasil.

Carta Sinótica de Temperatura e Superfície em 09-03-2015

09-03-2015 tempmar

Águas do Atlântico continuam mais quentes do que o normal na costa sul do Brasil.

11056798_10202670171715491_529008656_n

 

Segundo os modelos também apontam uma segunda ou mais baixas pressões em formação em parte do Sudeste-SP à região Sul, devido a um cavado em 500 hPa provoca nebulosidade em grande parte das áreas de SC e do PR, onde poderá associar-se a esse sistema podendo causar fortes impactos as populações destas áreas.

sa3.48hr (11-03)

 

Os riscos continuam a existir também com a ZCAS – (Zona de Convergência do Atlântico Sul) que está vindo interior da Amazônia com muita umidade, onde poderá provocar chuva forte nas cidades e ocorrência de rajadas de vento, trovoadas e acumulados entre 100 a 300 mm sobre parte de SP, no RJ, sul do ES e sul, sudeste e triângulo de MG, além de GO, DF e MS.

09-03-2015 ZACAS 2015superficie_atual_03

10-03-2015 GFS_192_AMS0_APC

 

Fontes: Rindat, WunderMap / NOAA / National Hurricane Center (NHC- EUA), Meteopt, Tempopt, Marinha do Brasil, NASA.

Deixe uma resposta

Top