You are here

Super-Célula registrada ontem no RJ

Durante a tarde de ontem de 25-01 foi registrado a formação de uma super-célula é um tipo de tempestade caracterizada pela presença de um meso-ciclone (uma corrente de ar ascendente girando no interior da nuvem). Por esta razão, essas tempestades às vezes são chamadas de tempestades girantes. Das quatro classificações de tempestade (Super-célula, multi-célula, uni-célula e linha de tempestades, as super-células são geralmente as menos comuns, entretanto são também as mais severas. Esses sistemas estão frequentemente isolados de outras tempestades, e podem dominar o clima local por cerca de 32 km de distância.

IMG_0770_070

 

 

Causam chuvas muito volumosas, produzem muitos raios e ventania. Mas o mais perigoso é quando ocorre a formação de tornados, pois estes causam muitos danos por onde passam. Super-células tem geralmente três classificações: clássica, baixa precipitação e alta precipitação.

A pouca precipitação (chuva ou granizo) em um núcleo separado da corrente de ar ascendente. Este tipo de super-célula pode ser facilmente identificado com a formação de estrias “esculpidas” na base ou até mesmo uma aparência de “saca-rolhas” na corrente ascendente. Isto é causado porque elas frequentemente se formam ao longo de “linhas secas” , portanto deixando as nuvens com pouca umidade nas partes superiores.

IMG_0788_088

 

Esses sistemas geralmente se dissipam rapidamente e não se transformam em outro tipo de tempestades. Apesar de ser conhecidas por formar tornados pequenos, eles são conhecidos por serem bastante intensos. Essas tempestades produzem granizo com menos de 25 mm de diâmetro, mas podem produzir muito granizo mesmo quando não existe um núcleo de precipitação, fazendo com que esse tipo de tempestade seja perigosa para caçadores de tempestades, pessoas e animais que estiverem em seu caminho.

IMG_0844_044

Devido a falta de um núcleo de precipitação intensa, super-células de baixa precipitação podem eventualmente se mostrar fracas no radar, sem evidência clara do “anzol” característico, quando na verdade podem estar produzindo um intenso tornado. Por isso as observações de caçadores de tempestades são de vital importância.

IMG_0850_050

 

Nuvens de funil ou mais raramente tornados vão se formar na metade do caminho entre a base e o topo da tempestade, descendo do cumulonimbus principal. Raios são raros comparados com os outros tipos de super-célula, e quando ocorrem são geralmente raios de nuvem para nuvem.

Explicação científica, foto de Serginho Bloomfield, Caçador de Tempestade.

Deixe uma resposta

Top