You are here
Home > Esporte

Paulo Gonçalves leva etapa em Uyuni e garante mais uma vitória para a Honda no Dakar 2015

Team HRC segue na liderança das motos com Joan Barreda, que teve problemas neste domingo (11)

honda15dakarjavier_honda_05012015001

Uyuni (BOL) – Após um dia de descanso no acampamento de Iquique, no Chile, os participantes das motos voltaram neste domingo (11) à rota do Rally Dakar 2015 com um duro desafio: superar a primeira parte da etapa maratona, onde não podem ter assistência das equipes na manutenção dos veículos. O sétimo dia, que culminou na chegada da categoria à Uyuni, na Bolívia, com 717 km, sendo 321 cronometrados, trouxe mais emoção na disputa pelo título. A vitória ficou com o português Paulo Gonçalves, piloto Honda da Team HRC, que completou o percurso em 3h56min00s e segue na terceira posição na corrida pelo título.

“Estou muito feliz com o resultado. Foi uma etapa bem difícil, com lama e pedras, inacreditavelmente difícil. Como comecei na frente, minhas chances de perder tempo abrindo a estrada eram grandes. Felizmente ganhei e deu tudo certo”, conta Paulo.

Com uma queda e quebra do guidão, o espanhol Joan Barreda (ESP) terminou apenas em 12º. Mesmo assim, o piloto Honda mantém a liderança na classificação geral, porém sua vantagem para o segundo colocado, o compatriota Marc Coma, caiu pela metade. “O dia foi pesado. Por volta do km 200, em um local cheio de lama, reduzi a velocidade em uma área apontada como perigosa, a moto deslizou e eu caí. Com isso, o guidão quebrou e eu tive encarar os 120 km finais apenas com a mão direita. Agora, vou ter que resolver o problema com meus companheiros de equipe, já que não teremos apoio de mecânicos”, ressalta Barreda.

Também da Team HRC, Helder Rodrigues (POR), que ganhou a etapa anterior ao dia de descanso, concluiu a sétima etapa em oitavo. Jeremías Israel (CHL) foi o 17º e Laia Sanz (ESP), a 21ª.

O chileno Daniel Gouet e o argentino Javier Pizzolito, da Honda South America Rally Team, ficaram em 23º e 25º, respectivamente. Jean Azevedo finalizou a especial em 31º. O piloto brasileiro é o 27º na classificação geral. “Cheguei bem no acampamento na Bolívia. Como estamos na maratona, é muito importante fazer uma corrida com a cabeça fria para poupar equipamento”, explica Jean.

Oitava etapa

A breve passagem do Dakar na Bolívia termina nesta segunda-feira (12) com a segunda parte da maratona e com o Salar de Uyuni, maior deserto de sal do mundo, na rota. Serão 808 km de percurso total, sendo 784 de trechos cronometrados, até o retorno da competição ao Chile.

Resultados (extraoficiais) – 7ª etapa do Dakar – Motos

1º Paulo Gonçalves (POR) #7 – 3h56min00s
2º Marc Coma (ESP) #1 +14s
3º Matthias Walkner (AUT) #27 +30s
4º Pablo Quintanilla (CHL) #31 +1min32s
5º Toby Price (AUS) #26 +1min49s
8º Helder Rodrigues (POR) #5 +4min05s
12º Joan Barreda (ESP) #2 +6min13s
17º Jeremías Israel (CHL) #12 +10min02s
21º Laia Sanz (ESP) #29 +13min24s
23º Daniel Gouet (CHL) #16 +15min13s
25º Javier Pizzolito (ARG) #22 +16min57s
31º Jean Azevedo (BRA) #24 +21min47s

Resultados (extraoficiais) – Classificação geral do Dakar após sete etapas – Motos

1º Joan Barreda (ESP) #2 – 25h40min48s
2º Marc Coma (ESP) #1 +6min28s
3º Paulo Gonçalves (POR) #7 +10min59s
4º Pablo Quintanilla (CHL) #31 +25min16s
5º Toby Price (AUS) #26 +29min20s
6º Helder Rodrigues (POR) #5 +33min56s
14º Laia Sanz (ESP) #29 +1h30min20s
16º Jeremías Israel (CHL) +1h44min37s
18º Daniel Gouet (CHL) +2h02min48s
27º Jean Azevedo (BRA) #24 +3h27min10s
39º Javier Pizzolito (ARG) #22 +5h14min35s

 

Deixe uma resposta

Top