You are here
Home > Esporte

Brasil tem navegador dos carros substituído na véspera do Dakar 2015

Com compromissos profissionais na área de trabalho em que atua, Maykel Justo dá lugar a Eduardo Sachs, novo companheiro de equipe do piloto português Ricardo Leal

desafioinca14_aso_04092014002_width_815

São Paulo (SP) – O time brasileiro que disputará a 37ª edição do Rally Dakar, entre 4 e 17 de janeiro de 2015, na Argentina, Chile e Bolívia, sofreu uma mudança. Com menos de uma semana para o início das atividades em Buenos Aires (ARG), palco das verificações técnicas e administrativas, nos dias 1 e 2, e da largada promocional, no cartão postal Casa Rosada, no dia 3, o navegador brasileiro Maykel Justo foi substituído pelo compatriota Eduardo Sachs, que formará dupla com o piloto português Ricardo Leal, na categoria carros.

A alteração ocorreu em razão de um compromisso profissional de Maykel marcado há poucos dias. Ele atua na área comercial de uma empresa de usinagem. “Acabou de aparecer uma oportunidade na minha empresa e não poderia deixá-la passar. É uma frustação muito grande não correr o Dakar, mas sei que terei uma nova chance e também estarei bem representado”, conta o paulista, de 35 anos, que iria disputar o seu oitavo Dakar.

Novo integrante da equipe BAMP, sigla que significa Brasil, África, Moçambique e Portugal, em um projeto que reúne estrutura, pilotos e equipe dos quatro países, o também brasileiro Eduardo Sachs fará sua estreia no rali mais duro do mundo. Apesar do desafio inédito que terá pela frente, percorrendo mais de nove mil quilômetros por três países e adversidades distintas, ele possui vasta experiência em competições off-road. No currículo, são várias provas nacionais e internacionais, em terrenos de Portugal, Emirados Árabes, Hungria, Itália e Espanha. Atualmente, ele é diretor-técnico do Rally dos Sertões, principal prova da modalidade no país.

“Foi uma loucura. Um convite de última hora, mas aceitei no mesmo instante e recebi o incentivo de toda à família e amigos. Estava me programando para ir à praia, mas agora vou para a Argentina. É engraçado… Sempre bati na trave, mas finalmente vou realizar o meu sonho, que é disputar o Dakar”, revela.

Correndo contra o tempo para se entrosar com o piloto Ricardo Legal e com o modelo Nissan Navara V8, o brasileiro desembarca na segunda-feira, dia 29, na Argentina. Tudo para ter detalhes do equipamento e já trocar informações com mecânicos e novo parceiro. “Estive reunido com o Maykel e ele me deu várias dicas, como parte mecânica do carro, o formato das planilhas de navegação e como eles trabalham”, comenta Du, que não esconde a ansiedade. “Por mais experiência que você tenha, dá sempre um frio na barriga. Ainda mais com um Dakar. Mas sei das minhas condições e estou bastante animado para ajudar a equipe”, complementa.

Além de Eduardo Sachs, o Brasil será representado na categoria carros pela dupla Guilherme Spinelli e Youssef Haddad, da Equipe Mitsubishi Petrobras. Nas motos, Jean Azevedo, da Honda South America Rally Team, vai para o seu 17º Dakar. Já André Suguita, nos quadriciclos, competirá pela primeira vez.

VIPCOMM

Deixe uma resposta

Top