You are here

Badminton invade as ruas do Rio de Janeiro e conquista legião de fãs

Do Leme à Praça Saens Peña, ação “Descubra o Badminton” apresentou o esporte, que ainda é pouco praticado no Brasil, para os cariocas

 

Depois do evento, os atletas Edu, Luana e Lohaynny garantem que os cariocas nunca mais vão pensar em jogar peteca da mesma maneira (Foto: Rio 2016/Alex Ferro)

Nada de futebol ou vôlei de praia. Desta vez, foi o badminton que roubou a cena e conquistou uma legião de fãs em diferentes pontos do Rio de Janeiro. Do Leme à Praça Saens Peña, centenas de pessoas foram apresentadas nas últimas semanas ao esporte Olímpico – ainda pouco conhecido no Brasil, mas um dos mais populares no mundo. A ação “Descubra o Badminton”, promovida pela federação internacional do esporte, levou às ruas professores e atletas para ensinar como se pratica a modalidade. (Veja fotos)

Quadras com redes, raquetes e petecas foram montadas em sete pontos da cidade: Lagoa Rodrigo de Freitas, Cinelândia, Largo da Carioca, Quinta da Boa Vista, Praia de Copacabana, Praça Saens Peña e Parque do Flamengo.

“Essa divulgação é muito boa para o esporte, nunca tivemos nada parecido com o que está acontecendo agora. Espero que cada vez mais dê certo e que as pessoas passem a conhecer melhor o badminton. É legal para nós, como atletas, ter esse retorno”, disse Lohaynny Vicente, de 18 anos, uma das melhores atletas brasileiras do circuito.

“Jogamos badminton há 12 anos e ainda tem gente que me pergunta o que é isso. Agora, no Rio, sei que menos gente vai perguntar”, complementou a atleta Luana Vicente, de 20 anos, irmã de Lohaynny.

E não faltaram curiosos. O ator Nando Cunha estava passando pelo Centro do Rio quando esbarrou com a ação, na Cinelândia, e praticou o esporte pela primeira vez.

“Eu já conhecia, mas só da TV, nunca tinha jogado. Quando vi a ação, pensei: é a chance de experimentar! E amei. É um esporte muito dinâmico, muito divertido de praticar e legal demais de assistir. Todo mundo pode praticar. A peteca e a raquete são muito leves, pena que o vento atrapalhou… e não é desculpa!”, brincou o ator.

Na Cinelândia, o ator Nando Cunha aproveitou para aprender com quem entende do assunto – as irmãs Lohaynny e Luana Vicente estão no top 50 do ranking mundial de duplas (Foto: Rio 2016 / Alex Ferro)

O modelo Thiago Afonso Meneses, de 22 anos, também fez sua estreia no no esporte de raquete mais rápido do mundo. E aposta no crescimento da modalidade no país.

“É um barato descobrir um esporte diferente. Isso é o mais legal! A gente sabe que o Brasil é uma mistura. Não somos só o futebol e o basquete. O badminton também é muito legal e ainda pode fazer sucesso por aqui. Quem sabe a gente não tem um grande talento que vai descobrir aqui sua vocação pro badminton?”, diz.

Como país-sede, o Brasil já tem vaga garantida na competição de badminton dos Jogos Rio 2016 e fará sua estreia Olímpica no evento, que será um importante difusor do esporte no país.

 “Os Jogos Rio 2016 são uma grande chance para os brasileiros conhecerem de vez o badminton. E a gente espera que o pessoal abrace. Quem não puder ir, assista na televisão, que é muito legal, é muito rápido, é muito ágil. O esporte é apaixonante! Em 2016 com certeza, estarei lá assistindo, não perco por nada!”, afirmou o atleta Paralímpico Edu Oliveira.

Quem ainda não teve a oportunidade de “bater uma petequinha”, terá uma nova chance em 2015. Depois do sucesso da primeira edição, a Federação Internacional de Badminton já planeja levar o esporte aos cariocas novamente. Fique ligado!

Deixe uma resposta

Top