You are here
Home > Notícias

Radares entram em operação na Ponte Rio-Niterói

Equipamentos móveis já começaram a ser utilizados pela Polícia Rodoviária Federal, como parte da Operação Rodovida durante o período de férias até o carnaval
A ‘Operação Rodovida’, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) começou a utilizar nesta sexta-feira na Ponte Rio-Niterói e na Rodovia BR-101 (Niterói-Manilha) os radares portáteis com medidores de velocidade. Os equipamentos, com capacidade de fiscalizar até três faixas de trânsito simultaneamente, contam com dispositivo infravermelho capaz de fotografar carros em locais de pouca visibilidade em uma distância de até 800 metros. Segundo o inspetor–chefe da 2ª Delegacia da PRF, na Ponte, Francisco Paulo, o equipamento será utilizado em horários e trechos determinados com objetivo não somente de multar, mas sobretudo para educar e contribuir na redução de acidentes.
Os condutores parados na blitz, nesta sexta, foram convidados a participar do Cinema Móvel e Fixo da PRF. Nesse espaço, os motoristas assistem vídeos educativos e são instruídos sobre os perigos de infringir as leis de trânsito. Equipes da CCR Ponte e da Lei Seca também distribuíram materiais de conscientização.
Houve a prisão de uma pessoa e também houve a apreensão de três motocicletas, um veículo saveiro que transportava legumes e uma Kombi na Ponte. Os automóveis foram levados para o depósito público de São Gonçalo.
A ação seguirá até dia 31 de janeiro e será retomada no carnaval. O objetivo é reduzir o número de acidentes, aumentar a segurança nas estradas e inibir a circulação veículos roubados e de drogas.
De acordo com o superintende da PRF, José Roberto de Lima, sempre é necessário reforçar a fiscalização nesta época do ano, tendo em vista que há uma elevação no número de mortes no trânsito. Ainda segundo ele, a PRF também reforçará o trabalho de prevenção e repressão ao crime organizado – roubo de veículos e narcotráfico- na Ponte na BR-101 considerada porta de entrada de entorpecentes para os municípios do Leste Fluminense, como Niterói e São Gonçalo.
“Constatada alguma irregularidade o condutor poderá ser multado, podendo resultar na apreensão do veículo e cassação da habilitação. Mas não é só isso, durante essas ações vamos consultar simultaneamente se o indivíduo possui alguma pendência judicial ou se transporta algum meliante, drogas ou armas. Nesse caso, o condutor será detido”, afirma José Roberto.
Foto: Marcelo Feitosa
Texto: Tony Cavalcanti

Deixe uma resposta

Top